PLANO DE CONTINGÊNCIA

PLANO DE CONTINGÊNCIA

O Plano de Contingência tem o objetivo de descrever as medidas a serem tomadas, incluindo a ativação de processos manuais / digitais, para fazer com que seus processos vitais voltem a funcionar plenamente, ou num estado minimamente aceitável, o mais rápido possível, evitando assim uma paralisação prolongada que possa gerar maiores prejuízos e incumprimentos.

Importante pensar em todos os cenários possíveis (incluindo os mais atípicos) que possam afetar a empresa e a sua laboração e definir o modo de atuação para cada um, não esquecendo de identificar as responsabilidades atribuídas.

Para quem tem um sistema de gestão implementado de acordo com as normas ISO 9001 e/ ou ISO 45001 tem de identificar riscos e oportunidades, avaliando-os e desenvolvendo ações, mas aqui pretendemos sistematizar práticas e atividades para vários tipos de cenários.

Exemplos de cenários que podem e devem ser considerados:

  • Paragem após uma emergência (incêndio / tempestade / sismo / etc.);
  • Falha no abastecimento de água, energia, matérias primas ou matérias subsidiarias relevantes;
  • Falha por avaria de equipamentos relevantes;
  • Falha de sistemas operativos / ataque hacker ou vírus informático;
  • Falha de trabalhadores (chaves ou no coletivo) por greve ou problema de saúde generalizado (virose / pandemia).

Não esquecendo cenários decorrentes da área financeira como a falta de pagamento de Clientes, etc.,

Para cada um dos cenários deveremos pensar, em equipa multidisciplinar, qual a sequência de ações a desenvolver mediante os acontecimentos e a disponibilidade, quais as principais preocupações e quais as prioridades, que ações podemos desenvolver já para evitar outras consequências.

Um exercício de desenvolvimento de um Plano de Contingência vai ajudar a empresa a encontrar as suas principais fragilidades e definir, numa fase inicial, inúmeras ações de melhoria para um reforço da capacidade de resposta.

Bom trabalho!